ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Domingo | 27/01/2019
PM faz alerta sobre pedidos de doações falsos para vítimas de Brumadinho

O major Flávio Santiago, porta-voz da Polícia Militar, fez um alerta para pedidos de doações falsos para vítimas de Brumadinho. Uma das imagens falsa pede depósitos em dinheiro em uma conta (veja abaixo).

"Muitas mensagens falsas circulando na internet pedindo donativos, entregando número de conta corrente (...) Se a pessoa não conhecer a fonte que está solicitando qualquer tipo de valor que não faça nenhum tipo de doação, salvo divulgado pela Defesa Civil de Minas Gerais - a não ser que conheça", disse o major.

A prefeitura de Brumadinho diz que não pede doações em dinheiro e que concentra o que é enviado na quadra de esportes. A Defesa Civil diz que não são necessárias doações.

Outra mensagem que circula convoca pilotos de drones e de jipes para auxiliar nos resgates. "Não há, no momento, necessidade desse apoio. Até porque nós ampliamos a área do perímetro de segurança. Então, todo e qualquer voluntário que por aqui aporte também não será, no momento, ativado", explicou Santiago.
Vale
"A Vale informou que, até este domingo, terá disponibilizado mais de 1 milhão de litros de água potável para atender à população da região, em decorrência do rompimento da Barragem 1 da Mina do Córrego do Feijão. Além da água potável, a Vale encaminhou 90 galões de 20 litros de água mineral para a população.

A empresa já disponibilizou acomodações para mais de 800 pessoas, além de 40 ambulâncias e um helicóptero para apoio ao resgate. Para o acolhimento e identificação das vítimas, empregados e voluntários atuam nos postos de atendimento. Foram providenciados também 3 caminhões pipa, 500 kits de higiene pessoal, 200 kits de lanche e 200 quilos de ração animal.

Para auxílio nas operações de apoio e resgate, 50 rádios de comunicação estão em funcionamento e foram contratados balões equipados com tecnologia de infravermelho e wi-fi para o monitoramento aéreo.

A Vale incentiva que a população continue utilizando esses canais para informar sobre desaparecidos ou para solicitar qualquer tipo de assistência emergencial (abrigo, água, cesta básica, roupa, medicamento, transporte etc.) e reparação. Os números são 0800 285 7000 (Alô Ferrovia - prioritário) e 0800 821 5000 (Ouvidoria da Vale).

As ações são do Comitê de Ajuda Humanitária, formado por uma equipe de assistentes sociais e psicólogos que fazem o atendimento aos atingidos e seus familiares.

Eventuais doações voluntárias de alimentos não perecíveis, água e materiais de limpeza devem ser encaminhadas para os seguintes locais: 18º Batalhão da PM de Contagem, 2 º Batalhão de Bombeiros de Contagem, 66º Batalhão da PM de Betim e 5º Batalhão da PM da Gameleira, em Belo Horizonte."

Fonte - G1