ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quinta-Feira | 21/09/2017
Pesca predatória é crime e Polícia Militar de Meio Ambiente alerta população para denúncias

Entre os grandes problemas ambientais no planeta vale o destaque para a pesca predatória, que como prática, captura número de espécies além do que o ciclo natural de vida e ecossistema consegue suportar. Como consequência aumenta as chances de resultar no ciclo de extinção que pode fazer o peixe sumir daquela região. Por isso existem regras específicas para o uso de alguns apetrechos de pesca, como redes, tarrafas, entre outros. Na região de Iturama, a prática vem sendo comum para os pescadores que não são profissionais. A Polícia Militar de Meio Ambiente alertou sobre essa atividade e convocou a população a denunciar para as autoridades competentes.

“Os apetrechos de pesca só são permitidos aos pescadores profissionais. Redes, tarrafas, entre outros. Mesmo assim existem algumas regras de respeito a confluência e aos córregos. Já ao pescador amador, só é permitido as varas. A este último é proibido o uso, com punição de recolhimento dos materiais, multa e até prisão, em alguns casos”, disse o  sargento Cleiton, da Polícia de Meio Ambiente.

 

Com efetivo reduzido, sargento Cleiton destaca que o papel das denúncias anônimas é fundamental para combater essas práticas ilegais sejam combatidas. “Basta o cidadão comunicar por meio do telefone 198 sobre esse tipo de irregularidade. Pontualmente iremos fazer alguns trabalhos que também visam inibir essas ocorrências”, finalizou.